img

O polo de Andrelândia do Centro de Educação a Distância (Cead) do Instituto Federal de Muzambinho acaba de receber mais duas turmas do curso técnico. Além dos cursos de Informática, Meio Ambiente e Vigilância em Saúde, o polo de Andrelândia conta agora também com os cursos técnicos de Alimentos e Análises Clínicas. “Esses cursos foram um pedido da população de Andrelândia e das cidades vizinhas. Através de uma pesquisa as pessoas solicitaram esses cursos para obterem não só uma qualificação profissional, como para ingressarem no mercado de trabalho”, explica a coordenadora do polo de Andrelândia Wesiliane Silva do Nascimento.

A necessidade de entrar no mercado de trabalho é o que fez a estudante Tatiana Ferreira de Souza ingressar no curso de Alimentos. “Acabei de terminar o Ensino Médio e estou a procura de um emprego. Então, vi no curso de Alimentos uma oportunidade para ampliar o campo de trabalho”.

Moradora de São Vicente de Minas, Tatiana destaca ainda que a autonomia oferecida pela educação a distância foi primordial para ela continuar os estudos. “Poder acompanhar as aulas on-line facilita muito o aprendizado, pois posso assistir as aulas da minha própria casa”, explica.

Opinião compartilhada pela estudante de Andrelândia Jaqueline de Fátima Nascimento. “Eu sempre digo que sou da família IFET, pois já conclui o curso de Vigilância em Saúde e agora irei cursar o de Alimentos, algo que só é possível devido ao sistema on-line, pois posso conciliar o meu trabalho com os estudos”.

No dia 26 de março, os novos alunos tiveram a aula inaugural no polo de Andrelândia, que funciona na E.M. José Bernardino Alves. O evento contou com a presença dos coordenadores dos cursos, além da Secretária de Educação Kátia Fernandes e do prefeito municipal Francisco Carlos Rivelli (Cacau), o qual falou da importância dos cursos técnicos para a nossa região e da expectativa em ampliar a grade curricular ofertada no município. “Vamos nos emprenhar ainda mais para ofertarmos mais cursos para a população, os quais irão contribuir para o desenvolvimento da nossa região. Afinal é através da educação que iremos mudar a história do país”.

Segunda a coordenadora adjunta da Rede Etec, Alessandra Lima Santos Sandi, o polo de Andrelândia tem grande potencial de expansão. “Andrelândia está muito empenhada e este é um polo muito bem equipado, com excelentes profissionais, o que contribui para o crescimento da unidade”.

A secretária de Educação Kátia Fernandes também destaca a importância dos novos cursos para a região. “Acredito que tanto com o curso de Alimentos, como o de Análises Clínicas irá suprir uma demanda profissional da região”.

Também participaram da solenidade a coordenadora do curso técnico de Análises Clínicas,  Daniela Cruvinel; a diretora da E.M. José Bernardino Alves, Maria Inês Teixeira; a vice-diretora, Keila de Almeida Teixeira; o coordenador do polo da Universidade Aberta do Brasil, João Bosco de Almeida; a tutora de Análises Clínicas, Roberta Maria Campos; e a tutora de Alimentos, Nayara Ferreira.

Curso Técnico em Alimentos

O técnico em Alimentos é o profissional responsável pelos procedimentos de higiene na indústria de alimentos. Atua no processamento e conservação das matérias-primas, ingredientes, produtos e subprodutos da indústria alimentícia de origem animal e vegetal, panificação, confeitaria, bebidas. Realiza análises físico-químicas e sensoriais e atua na implantação de programas de controle de qualidade. O curso ainda conta com registro no CREA e CRQ.

Esse profissional encontra campo em qualquer empresa da área de alimentos, aditivos, insumos, água, embalagens, na vigilância sanitária, na agroindústria, em institutos de pesquisa e, também, na indústria de nutrição animal. Além das indústrias de alimentos e bebidas, setores de alimentação (restaurantes, hospitais), instituições de pesquisa e estabelecimentos de ensino.

 Curso Técnico em Análises Clínicas

O técnico em Análises Clínicas é o profissional capacitado para realizar atividades relativas às análises microbiológicas, morfológicas, químicas e físicas de fluídos e tecidos orgânicos, exames anatomopatológicos, auxílio à pesquisa e atividades em banco de sangue.

O mercado de trabalho deste profissional inclui desde laboratórios de análises clínicas públicos e privados a laboratórios didáticos e de pesquisa.

Galeria de Fotos