img

Nessa segunda-feira, 13 de março, aconteceu a primeira reunião com os prefeitos e secretários de saúde da região para discutir a criação do Consócio Intermunicipal de Atendimento Hospitalar, o qual irá implantar e administrar o hospital que atenderá vários municípios da região.


O encontro contou com a presença do deputado estadual Antônio Jorge (PPS), apoiador do Consórcio, que falou inicialmente sobre as características dos hospitais de pequeno porte. “Os hospitais das cidades pequenas têm pouca ou nenhuma resolutividade, com baixa ocupação dos leitos. Sem contar que as transferências para outras cidades são frequentes, e o pior, estas unidades hospitalares não possuem especialistas 24 horas”.


Antônio Jorge lembrou ainda que o custo médio mensal de cada hospital gera em torno de R$ 150 mil. “Se as prefeituras aderirem ao consórcio, o custo com saúde em cada município irá diminuir consideravelmente. E as populações atendidas terão um atendimento médico melhor em qualidade e quantidade”, afirmou.


Com a implantação do Hospital Intermunicipal a população das cidades consorciadas irá contar com atendimento clínico, pediatra e gineco-obstetra 24 horas; além de anestesista, cirurgião geral, ortopedista, radiologista e endoscopista. “Nós contratamos uma empresa especializada em administração hospitalar que conclui que o Hospital Intermunicipal precisa de cinco especialidades médicas, o que resultará cerca de 35 médicos; além de 56 profissionais de assistência, como enfermeiros e técnicos; 24 profissionais administrativos e outros 41 de apoio. Lembrando que estes profissionais serão das cidades consorciadas, afinal o Hospital Intermunicipal será de todas as cidades conveniadas”, explicou o deputado.


Após a fala do deputado, o prefeito Francisco Carlos Rivelli (Cacau) ressaltou a importância da união de todos os municípios para a concretização desse projeto. “A situação da saúde para os pequenos municípios está ficando insustentável, pois a cada dia os custos aumentam. Então a solução será fazer com que a região tenha um hospital de qualidade que atenda todas as pessoas de maneira satisfatória. E isso será possível com a união dos municípios”.

O prefeito lembrou ainda que a implantação do Consócio Intermunicipal Hospitalar é uma inovação. “Nós estamos reunidos aqui para construir uma história nova. Uma história que será um marco para a saúde da nossa região”.


O deputado Antônio Jorge avaliou positivamente a reunião e disse que a próxima etapa será debater a implantação do Consórcio Intermunicipal. “Nossa proposta é inovadora e sabemos que toda a mudança gera insegurança. Agora temos que ter muita conversa, paciência e animação para colocar o projeto em prática. Afinal o que pretendemos implantar na região é algo muito benéfico, que trará para a população um atendimento médico eficiente e de qualidade”.


Ideia compartilhada pela secretaria municipal de Saúde de Piedade do Rio Grande, Ailda Sônia Teixeira. “Fiquei muito empolgada com a reunião e acho que o meu município irá ganhar muito se aderir ao consórcio. Agora levaremos a proposta para o conselho municipal de saúde e para toda a população”.


A prefeita de Liberdade, Rita de Cássia Rodrigues, também achou a proposta inovadora e disse que irá discutir o assunto com a população. “A ideia tem tudo para dar certo. Vamos discutir o assunto com o conselho e buscar soluções para os desafios”.


O prefeito de Madre de Deus de Minas, João Eustásio (Tazinho), aprovou a criação do Consócio e disse que está disposto a ajudar. “Por mim, eu já estou dentro do Consórcio. Agora vamos fazer um trabalho com a Câmara de Vereadores e a população para explicar os benefícios dessa união”, disse Tazinho, ressaltando ainda a iniciativa do prefeito de Andrelândia. “Fiquei muito feliz em ver a disponibilidade do Cacau em organizar esse consórcio. Afinal essa união irá favorecer não só Andrelândia, como toda a região”.

A secretaria de Saúde de Andrelândia, Betânia de Carvalho Moreira, também acredita que a implantação do Consócio é a única alternativa para resolver a atual situação da saúde nos pequenos municípios. “Espero imensamente que o Consórcio Intermunicipal dê certo, pois somente ele irá resolver o vazio assistencial das pequenas cidades, como a falta de exames diagnósticos e cirurgias eletivas.”

Galeria de Fotos